domingo , 17 fevereiro 2019

Obras de reconstrução da ponte sobre o rio Jaguari são retomadas

Obras de reconstrução da ponte sobre o rio Jaguari são retomadas

Comunicado de reinício das obras foi do diretor da Empresa EcoPontes Fernando Hungaro

Em entrevista exclusiva a imprensa jaguariense na tarde de quarta-feira (28,) o diretor da Empresa EcoPontes – contratada pela prefeitura para reconstruir a ponte Júlio de Castilho -, anunciou a retomada das obras que haviam sido interrompidas há mais de 30 dias. Fernando Hungaro destacou que após serem aparadas as arestas e entraves burocráticos entre o Daer-RS e sua empresa, as obras reiniciarão e só serão paralisadas quando a ponte estiver reconstruída.
Conforme o diretor da empresa de Presidente Prudente, São Paulo, as obras serão retomadas – primeiramente com o serviço de limpeza da estrutura da ponte que ficou intacta -, em razão da promessa do diretor do Daer-RS Rogério Brasil Uberti de que até sexta-feira (30), toda a documentação estaria pronta para que a empresa paulista tivesse segurança no reinicio das obras. “Em confiança a palavra do diretor Rogério, estamos retomando já os trabalhos de reconstrução da ponte nesta quinta-feira e a velocidade da obra vai crescendo quando voltarmos com alguns funcionários que foram realocados para outras obras que estamos fazendo no nordeste e centro-oeste do país”, explicou Fernando Hungaro.
Ele ressaltou que o ex-prefeito João Mário Cristofari (PMDB), e o atual prefeito de JaguariSidi Santos (PT), não mediram esforços para que isso viesse a acontecer. “Desde a elaboração do projeto até a licitação onde fomos contemplados para reconstruir a ponte, e esse processo agora de estreitamento para que o Daer fizesse toda a liberação, eles tiveram um empenho extraordinário. Não fosse por eles a retomada das obras não estaria acontecendo. E nós queremos retomar para não parar”, enfatizou o diretor da EcoPontes.

Entenda como foi todo o processo
Em 01/abril/2016 foi celebrado o Convênio AJ/006/2016 entre o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – Daer/RS e o Município de Jaguari, tendo como objeto a cooperação entre as partes para a execução das obras de reconstrução da Ponte Júlio de Castilhos, no valor de R$ 3.230.700,00.
Os recursos estão previstos no orçamento do Estado do Rio Grande do Sul, à conta do Projeto: 3162; Subprojeto: 44; Natureza da despesa: 4.4.40.42; Recurso: 0001; SRO: 014039;
Em cumprimento as obrigações assumidas o Município de Jaguari realizou o Processo Licitatório nº 029/2016, modalidade Concorrência Pública nº 002/16, com a finalidade de contratar empresa para a execução das obras,
sendo vencedora a empresa EcoPontes, com sede em Presidente Prudente-SP;
Em 22/junho/2016 foi celebrado o Contrato Administrativo nº 024/16 entre o Município de Jaguari e a empresa EcoPontes, em regime de empreitada global, material e mão de obra para a execução da referida obra;
A Ordem de Serviço para o início da obra ocorreu em 27/junho/2016, cujo prazo de execução é de seis meses;
Os serviços serão executados em etapas pré-estabelecidas no Cronograma Físico Financeiro, já tendo sido concluída a primeira etapa;
Após a conclusão dessa primeira etapa o Município de Jaguari apresentou ao Daer o primeiro Boletim de Medição, ficando na dependência da sua aprovação para a empresa emitir a respectiva Nota Fiscal para recebimento dos serviços e dar seguimento à etapa seguinte;
Ocorre que o setor técnico do Daer/RS não tem experiência na realização desse serviço, vez que envolve estrutura metálica, já em desuso há muitos anos em substituição ao concreto armado, não dispondo de Tabela de Preçob a ser aplicada e, por esse motivo encontrou dificuldade em avaliar os serviços executados, bem como a totalidade do projeto;
Em razão disso, a Procuradoria Geral do Estado está analisando o processo a fim de definir os critérios de avaliação a serem adotados pelo Daer e, tão logo seja emitido esse Parecer será realizado o pagamento dessa primeira etapa e, assim possibilitado a continuidade da obra.
Para que a ponte sobre o rio Jaguari fosse reconstruída – já que uma teve parte de sua estrutura rompida em maio de 2015 após a tentativa de passagem de uma carreta bitrem -, a prefeitura foi buscar apoio junto ao governo do Estado. Assim, em abril de 2016, firmou um convênio para o repasse de recurso através do Daer-RS na ordem de R$ 3,2 milhões, necessário para a reconstrução e restauração da ponte centenária Júlio de Castilhos que une o bairro Rivera a região central do município. O obra deveria ser concluída em 6 meses, de acordo com o cronograma inicial. Enquanto a ponte ainda não está reconstruída, a prefeitura em parceria com a Associação Comercial e Industrial instalou uma passarela no local, permitindo assim, ao menos a passagem de pedestres e ciclistas de um lado ao outro da cidade.
A Empresa EcoPontes já havia instalado seu escritório e o canteiro de obras nas proximidades da ponte, dando início as primeiras ações para a sua reconstrução. Uma das primeiras atividades foi a remoção da passarela do centro da ponte para uma das suas laterais e em seguida a retirada do vão metálico que havia caído no rio. Posteriormente, os funcionários da empresa paulista iniciaram o trabalho no piso da ponte que é de concreto, preparando-o para receber uma nova estrutura. Agora os trabalhos deverão iniciar de onde pararam, no entanto, deverá ser feita a limpeza na área e a recuperação de tapumes e estruturas de proteção, já que segundo a direção da empresa houve a ação do tempo e de vândalos no local.
Fotos – Trabalhos iniciados na ponte de Jaguari há cerca de um mês.
jaguari

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top