terça-feira , 24 outubro 2017

Ação conjunta entre Polícia Civil e Brigada Militar apreende 50 Kg de maconha

Ação conjunta entre Polícia Civil e Brigada Militar apreende 50 Kg de maconha

Esta foi a maior apreensão de drogas já registrada na cidade de Santiago

Na tarde de sexta-feira, 26, policiais do Serviço de Inteligência da 21ª Delegacia Regional de Santiago, sob a coordenação do Delegado de Polícia Regional Charles Dias do Nascimento, titular da 21ª Região Policial e do Delegado de Polícia, Guilherme Milan Antunes, titular da DDPA/Santiago, após meses de investigações, prenderam dois indivíduos e apreenderam um adolescente por tráfico de drogas na cidade. Foram apreendidos aproximadamente 50kg de maconha que vinham de Santa Maria para abastecer Santiago e quatro armas de fogo.
Os presos foram surpreendidos no momento da entrega da droga para o traficante, em um posto de gasolina próximo ao trevo de entrada da cidade de Santiago. Além das drogas, avaliadas em 500 mil reais, dois carros foram apreendidos. A ação contou com apoio do Setor de Inteligência da Brigada Militar e a participação de sete policiais civis de Santiago, cinco policiais da Delegacia Especializada de Furtos, Roubos e Capturas (Defrec) de Santa Maria e dez policiais militares.
Taner de Lima Lenhhard, 31 anos e Marco Antônio Souza de Oliveira, 47 anos foram autuados em flagrante e conduzidos ao Presídio Estadual de Santiago, onde ficarão a disposição da Justiça. Já o adolescente de 17 anos será apresentado ao Ministério Público que deve encaminhá-lo para detenção na Case em Santo Ângelo.
Durante o registro da ocorrência policial que resultou na apreensão de 50 kg de Maconha em Santiago, os policiais receberam uma denúncia anônima e se deslocaram até uma residência na Rua Marechal Malett, no Bairro Gaspar Dutra. Na casa, agentes do setor de inteligência da Brigada Militar prenderam em flagrante Larriane Martins Melo, de 20 anos, por posse irregular de arma de fogo. No quarto da jovem, foram apreendidos quatro revólveres, sendo dois de calibre 32 e dois de calibre 38. As armas seriam produto de furtos. Um deles foi reconhecido por uma família que foi vítima de furto/arrombamento de residência, fato ocorrido havia poucos dias. A acusada foi autuada em flagrante pelo crime de Posse Irregular de Arma de Fogo. Foi arbitrada fiança de R$ 1.000,00, valor que foi pago e a acusada foi liberada. A Polícia Civil vai apurar a procedência das armas e poderá indiciar a jovem por outros crimes.

Fotos: Polícia Civil e Rafael Nemitz
4f990ef5-3f7b-476e-b827-02daee90fc83IMG_9593IMG_9606Prisões

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top