quarta-feira , 27 outubro 2021

Adaptação da criança no ambiente escolar

Processo que exige paciência e tranquilidade dos pais para que seja mais fácil para as criançaseducacao_
A adaptação das crianças no ambiente escolar nem sempre é fácil. Segundo a Pedagoga Ana Maria Fiorenza, que atua há sete anos na Escola Anjinho Travesso “a adaptação é um processo delicado, pois ele depende muito da família. Além do acolhimento que a escola oferece aos pais, ele depende da segurança que a família tem em deixar a criança na escola. Se a família está tranquila, se conhece bem o ambiente escolar, se tem convivência com a escola, com as professoras, acaba ficando mais fácil de passar segurança para a criança”, comenta.
Para facilitar o processo, é feito um período reduzido no início, iniciando aos poucos, gradativamente. Começando pelo pátio, na pracinha, que é um ambiente que desperta bastante interesse na criança. Aos poucos, as professoras vão levando a criança para a sala de aula. “Este processo acontece com todos, independente de serem bebês ou mais velhos, a adaptação funciona da mesma forma. Tem crianças que já chegam na escola com esse desejo, de vir para cá. Nós pedimos aos pais que criem essa expectativa na criança, que envolvam ela nesse processo, na compra dos materiais, na organização da mochila, do lanche. Isso facilita e muito no interesse e na facilidade da criança permanecer na escola”, acrescenta Ana Maria.
Durante esse período, é solicitado que as famílias fiquem na escola, sem interferir no processo de aproximação da professora com o aluno, pois se acontecer da criança chorar e a professora não conseguir envolver a mesma nas atividades, a criança é entregue aos pais. E no outro dia, começa o processo novamente. “Existe uma construção nesse processo. Pode acontecer de crianças que já estão bem adaptadas, regredirem e precisar passar pelo processo novamente. Qualquer situação que ocorra fora da rotina da criança, sendo na escola ou em casa acabam influenciando no bem–estar dela na escola. O que é muito normal”, finaliza.
De acordo com a Pedagoga Ana Maria, o processo é difícil mesmo e é preciso muita calma. Mas ela não lembra de nenhum caso que não tenha dado certo. Também ressalta que cada criança tem seu tempo de adaptação, onde alguns têm mais facilidade e outros precisam de um pouco mais de tempo.
A Escola Anjinho Travesso recebe crianças de zero a seis anos, atendendo toda parte de Educação Infantil. Hoje, são aproximadamente 110 alunos, com 15 profissionais na equipe.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top