sexta-feira , 22 outubro 2021

Bem Estar: Cinco consequências da falta de sono

Especialistas confirmam: dormimos cada vez menos. “Os problemas de sono constituem uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de mais de 45 porcento da população mundial”, diz a Associação Mundial de Medicina do Sono.

3582874945_Sono

“Dormir bem é um dos três pilares fundamentais para ter uma boa saúde, ao lado de uma dieta equilibrada e exercício regular”, completa a associação em nota informativa.

Muitos dizem dormir de quatro a cinco horas por dia, mas isso não é algo de que se gabar.

3 elementos necessários para dormir bem: 

1. Duração: Suficiente para ficarmos descansados e alertas durante o dia (entre 7 e 9 horas por dia).

2. Continuidade: Dormir sem interrupções para que o sono seja efetivo.

3. Profundidade: O sono deveria ser suficientemente profundo para que seja restaurativo.

A falta de sono possui impactos altamente nocivos na saúde física e mental. “Sabemos, por várias pesquisas, que quem tem privação de sono possui risco muito mais alto de ter doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e depressão.”

Estas são algumas formas pelas quais dormir pouco pode afetar sua saúde:

1. Dieta ruim “A falta de sono faz com que nos alimentemos pior“. De acordo com um estudo do órgão espanhol, mais de um terço das pessoas come mal quando dorme pouco. O motivo, segundo a especialista, é que nessa situação costumamos comer alimentos pouco saudáveis, e por isso a falta de sono está vinculada ao aumento de peso.

2. Saúde mental afetada: Dormir pouco tem relação com uma variedade de transtornos físicos, mentais e de comportamento. “A saúde mental é uma questão particular e, de certo modo, é um círculo vicioso: se tem problemas mentais, dorme pouco, e vice-versa. E se sente cada vez pior.

3. Risco de acidentes: A possibilidade de sofrer acidentes cresce com a ausência de sono. “Um em cada cinco acidentes tem a ver com a falta de sono

4. Menor rendimento físico: Dormir bem é importante para ter energia durante o dia. Trata-se, de fato, de um aspecto fundamental para o funcionamento de nosso cotidiano, apontam especialistas.

5. Limitação cognitiva:Sabemos que a falta de sono ou má qualidade do sono tem grande impacto negativo na saúde, em curto e longo prazo“. Os efeitos impactam a capacidade de atenção, a recuperação da memória e a aprendizagem. “Deveríamos entender o sono do mesmo modo que entendemos outras coisas que beneficiam nossa saúde, como boa dieta e atividade física“.

O ato de dormir bem muitas vezes é subestimado, mas é algo que deveria preocupar a todos. “É uma questão de saúde pública.”

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top