quarta-feira , 19 dezembro 2018

Caravana do CPERS passou por Santiago

Na terça-feira, 07, a Caravana do CPERS, com o slogan em Defesa da Escola Pública visitou todos os seis municípios que fazem parte do 29º Núcleo do CPERS, sendo eles, Santiago, Jaguari, Unistalda, São Vicente do Sul, Capão do Cipó e Nova Esperança do Sul. Durante as visitas realizadas pela caravana, foram debatidos temas como a conjuntura política e também a importância do período eleitoral para que possa haver mudanças para a categoria.
Em entrevista ao jornal A Folha, a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer disse que é um crime o que irão fazer com os alunos das escolas públicas, se referindo à Reforma do Ensino Médio e também dos impactos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), “no Ensino Médio das escolas públicas, proposto pelo governo, os alunos terão nos três anos Português, Matemática e Inglês e dos 5 percursos formativos que temos, hoje na escola, poderá ser ofertado somente um, isso nos preocupa, por que como nossos alunos irão disputar uma vaga na universidade se vão faltar 4 percursos formativos para eles terem um conhecimento total e poder disputar da mesma forma como os alunos das escolas privadas ou ainda participar do ENEM e do próprio vestibular?”, comentou Helenir.
Esta é uma das preocupações do CPERS, além de outras mudanças que estão sendo propostas para escolas públicas, que podem prejudicar os alunos. A presidente do CPERS, Helenir Aguiar também comentou sobre o sucateamento das escolas da rede pública de ensino, que afetam a aprendizagem dos alunos.
“Nossa Caravana é uma grande jornada em defesa da escola, estamos falando com professores e funcionários e queremos ampliar este debate para os pais e alunos, porque está na horas deles se somarem conosco para evitar que este projeto seja implantado”, destacou Helenir.
A presidente, falou ainda que, por este ano ser eleitoral, é importante analisar não somente a conduta do candidato, como também suas propostas e o seu partido, votando consciente e em alguém que vai fazer a diferença. Segundo Helenir, quando a pessoa vota nulo ou branco e, na intenção de votar em pessoas, independente do partido, é um jeito de manter o projeto neoliberal no poder. Para ela, política é cidadania e renunciá-la é o mesmo que renunciar a vida e a cidadania.
A Caravana do CPERS iniciou os trabalhos em São Borja, já na terça-feira foi a vez de Santiago, no 29º Núcleo que tem como presidente Leandro Wesz Parise, na quarta-feira, 08, Santa Maria, 2º Núcleo, e, na quinta-feira, 09, ocorreu o encerramento em Cachoeira do Sul, no 6º Núcleo.

Foto: Carine Martins

Categoria visitou escolas públicas estaduais do município e participou de reunião no 29º Núcleo do CPERS

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top