terça-feira , 23 outubro 2018

Chefe do Cartório Eleitoral sobre os preparativos para as eleições

O período eleitoral se aproxima, estamos a menos de 3 meses das eleições e muitas dúvidas surgem. Para falar sobre o assunto, a redação do jornal A Folha conversou com o Chefe do Cartório Eleitoral de Santiago, Gidião Barbosa. Segundo Gidião, fazem parte da 44ª Zona Eleitoral de Santiago, quatro municípios, são eles: Santiago, com 40.251 eleitores aptos a votar, Capão do Cipó com 2.705, Itacurubi com 2.567 e Unistalda com 2.541, totalizando 48.064 eleitores. Este ano, o município de Santiago teve um aumento de eleitores, em torno de 1.000, isso se deve, de acordo com o chefe do cartório, por conta do pessoal que tem voltado da cerra, em função da crise que se instalou no País, então acabam transferindo os títulos para a cidade.
Depois de encerrado o prazo de cadastro eleitoral, o foco do cartório da 44ª Zona Eleitoral, está sendo as sessões eleitorais, convocação de mesários  e vistoria dos locais de votação, em todos os municípios de abrangência da 44ª Zona.
Ao todo são 171 sessões, sendo 79 locais de votação, de acordo com Gidião alguns destes locais não estão em condições de receber a sessão, por alguma reforma ou outro impedimento. 
Por enquanto, em Santiago três locais de votação foram alterados, o da Escola Municipal Aurora Melo Lubnon que foi transferida temporariamente para a Escola São José, a do Clube Fonte Fria da Picada do Funcho foi transferida para a Associação de Moradores de Ernesto Alves e a do Salão Paroquial da Vila Nova, para a Escola Alceu Duarte de Carvalho.
Em relação às convocações de mesários, Gidião comenta que o prazo encerrou dia 08, mas que quem quiser ser voluntário pode entrar em contato com o cartório ou ainda fazer seu cadastro no site do TER – RS, através do link http://apps.tre-es.jus.br/internet/pages/mesario-voluntario. Eventualmente a Justiça Eleitoral faz contato para confirmar ou não esta intensão, para substituição de mesários que não desejam continuar. Foram convocados 800 mesários, que devem atuar antes e no dia da eleição
Dentre as tarefas do mesário estão compor as mesas de votos e justificativas, receber os eleitores, coletar assinaturas e impressões digitais, fiscalizar as eleições e outras tarefas de logística e organização.
Aqueles cidadãos que trabalharem como mesários têm direito à dispensa do serviço pelo dobro de dias e ao desempate em concursos da Justiça Eleitoral, quando prevista essa possibilidade no edital.
Uma novidade, neste ano, é que os eleitores podem fazer uma transferência temporária para votação, até o dia 23 de agosto, ou seja, o eleitor já faz parte da 44ª Zona Eleitoral e está com dificuldade de locomoção ou na sessão em que vota não tem acessibilidade, mas ele não fez a transferência do seu título, pode fazer até o prazo de 23 de agosto, é importante ressaltar que esta transferência temporária é somente para pessoas que possuam alguma deficiência, ou sejam militares, lembrando que a transferência é para esta eleição. Existe ainda uma transferência temporária, válida para cidades que possuem mais de 100.000 habitantes, “se o eleitor é de Santiago, e no dia da eleição vai estar em uma cidade como Porto Alegre, por exemplo, ele pode fazer uma transferência para esta eleição para uma sessão especial naquele município”, comentou Gidião.

Cartório Eleitoral de Santiago
Foto: Carine Martins

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top