segunda-feira , 17 janeiro 2022

Cirurgias foram canceladas por falta de estoque de sangue

Esta semana, o Hospital de Caridade de Santiago suspendeu todas as cirurgias, devido à falta de sangue no Banco de Sangue, do Laboratório Tuiuti, o qual presta serviços para o HCS.
O jornal A Folha conversou com o sócio proprietário do laboratório, Dr. Mauro Burmann, o qual destacou que a população de Santiago é muito solidária e sempre que há necessidade, faz suas doações. Quanto ao problema com o Banco de Sangue, existe uma necessidade de se manter um estoque para o HCS, por isto sempre é feito um apelo à população para sempre que possível doem sangue, mantendo assim o estoque regular.
Burmann comenta que houve vários episódios dentro do HCS nas últimas semanas, onde se usou bastante sangue e teve também o feriado, por isso uma medida extrema foi tomada, que as cirurgias fossem proteladas, mas frisa que existe sangue em estoque para atender as emergências.
Por conta da divulgação e pedido de doações, muitas pessoas procuraram o Banco de Sangue para doar. Burmann explica que existe uma capacidade física e de pessoal para atender um limite de pessoas por dia e isto gerou demora e filas no local. Segundo ele, o procedimento de doação de sangue é bem complexo, demanda de um processo rigoroso até o sangue ser liberado para doação, portanto é importante a população fazer doações periodicamente, porque isto evita falta de estoque de sangue, ainda evita filas e demora para realizar a doação, e mantem o Banco de Sangue sempre com reserva.
As doações podem ser feitas de segunda à sexta, das 9h às 11h20min e das 13h30min às 16h20min. Para ser doador, basta estar em boas condições, bem alimentado e levar documento de identificação com foto.
Quem doar tem direito a um dia de folga no trabalho, quem trabalha e não consegue ir doar no horário disponibilizado pelo Banco de Sangue, pode solicitar ao seu chefe um dia de folga, uma vez por ano, sem ter desconto de horas ou de salário. O direito é garantido pelo inciso IV do artigo 473 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), bem como na Lei Federal nº 1.075, que inclui servidores públicos e militares. O comprovante de doação deve ser entregue no local de trabalho para confirmar que o funcionário tirou a folga exclusivamente para ir no Banco de Sangue.

Foto e Texto: Carine Martins

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top