quarta-feira , 20 outubro 2021

Conselho de Trânsito discutiu sobre bicicletas com motor à gasolina

Na manhã de sexta-feira, 06, o Conselho Municipal de Trânsito reuniu-se para discutir ações urgentes a serem adotadas pelos órgãos de fiscalização, sobre a condução de bicicletas motorizadas (motor à gasolina) em via pública. O encontro realizado no auditório Caio Fernando Abreu, anexo à Câmara de Vereadores, discutiu os vários casos de crianças e adolescentes flagrados na direção das bicicletas motorizadas colocando em risco a segurança de todos.
A preocupação decorre do enorme risco que esses jovens se expõem no trânsito. Principalmente, os que realizam manobras perigosas.
O Delegado Charles Dias do Nascimento, Chefe da 21ª região Policial, afirmou que a Delegacia dos Delitos de Trânsito adotará todas as providências cabíveis, havendo a apreensão de adolescente na direção deste tipo de ciclomotor. Inclusive decorrendo responsabilidade criminal para o proprietário, pai ou responsável que entregar o veículo a menores de 18 anos.
A Guarda Municipal de Trânsito apresentou fotos registradas pelos controladores de velocidade em alguns pontos da cidade. Claramente pode-se identificar um adolescente conduzindo bicicleta motorizada, sem usar capacete ou qualquer equipamento de proteção. O equipamento registrou velocidade acima dos 50km/h.
Por sugestão de membros do Conselho, uma campanha de conscientização ganhará espaço nas redes sociais e meios de comunicação. Como forma de alertar os pais, responsáveis e os próprios jovens sobre os riscos decorrentes do uso das bicicletas motorizadas. Adultos não habilitados também estarão sujeitos a algumas medidas legais.
Caso uma criança ou adolescente for flagrada na direção das bicicletas motorizadas em via pública, ocorrerá a sua apreensão por ato infracional, além da apreensão do veículo.  Os pais ou responsáveis serão acionados a comparecer na Delegacia de Polícia.
Estas e outras providências têm como principal objetivo evitar que acidentes graves, inclusive com morte, ocorram nas ruas. É importante que jovens, pais ou seus responsáveis tenham consciência do risco que a condução das bicicletas motorizadas por pessoas não habilitadas proporciona.
Também participou da reunião Ademir Caldeira, representante do Conselho Tutelar, além dos vereadores Décio Loureiro, Nélson Abreu, Cleusa Canterle, Clairton Pivoto, Dionathan Farias, Joel Oliveira e Rafael Nemitz.


Tema foi tratado na Câmara de Vereadores

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top