segunda-feira , 6 dezembro 2021

Coopatrigo: 61 anos de cooperativismo

A Coopatrigo, que nasceu em 1957 em São Luiz Gonzaga está completando cinco anos de atuação em Santiago e Capão do Cipó. A vinda da cooperativa para esta região se deu através de uma negociação com a empresa Multi Rural, que possuía duas estruturas de recebimento de grãos e desejava vende-las e a Coopatrigo que já vinha estudando a possibilidade de ampliar a sua área de atuação, resolveu se instalar nestes dois municípios, atendendo também a solicitação de vários produtores que desejam a atuação de uma cooperativa que lhes desse segurança e credibilidade.
A Cooperativa surgiu da necessidade que agricultores possuíam para armazenar e comercializar a sua produção de trigo e tem o foco no associado, oportunizando a ele condições para conduzir suas lavouras produzindo mais e com qualidade, ofertando estruturas de armazenagem para que ele comercialize a sua safra no momento que achar melhor. Também mantém negócios que atendam as necessidades dos associados em suas propriedades, beneficiando também as populações dos municípios onde atua.
Segundo o seu presidente, Ivo de Souza Batista, o diferencial inicia com uma assistência técnica de ponta e vai até a proposta de divisão dos resultados, onde o associado sabe que a metade do que a cooperativa gera volta para ele no final do ano como “retorno”.
A Coopatrigo completa no dia 25 de setembro, 61 anos de atuação e hoje está presente em 13 municípios, são eles: São Luiz Gonzaga, Rolador, Mato Queimado, Caibaté, Bossoroca, Capão do Cipó, Santiago, Santo Antônio das Missões, Garruchos, São Nicolau, Pirapó, Roque Gonzales e Dezesseis de Novembro. O seu projeto é manter a estabilidade econômica da empresa, dando credibilidade e confiança aos associados.
Ao ser questionado sobre a abertura de filiais, Ivo Batista destaca que a posição da Coopatrigo como uma das principais cooperativas do Rio Grande do Sul, faz com que vários municípios façam convites para instalação de unidades, mas antes de qualquer decisão é preciso se fazer um estudo de viabilidade e principalmente se existe interesse dos produtores em trabalharem com a cooperativa.
Agora a Coopatrigo inicia um novo investimento em Santiago para ampliar o atendimento às necessidades dos produtores e também da comunidade santiaguense com a construção de um Centro Agropecuário e Automotivo, o qual deverá aproximar mais a cooperativa da cidade, já que a sua Unidade neste município está localizada no interior.
O Centro Agropecuário e Automotivo da Coopatrigo vai abrigar vários setores que a cooperativa atua para atender as necessidades dos cooperados desde o faturamento de produtos, assistência técnica, venda de insumos, loja veterinária, loja de consumo, peças e implementos agrícolas e loja de pneus automotivos, de carga e agrícolas, com serviços de montagem, balanceamento e geometria.
Para finalizar, o presidente deixa uma mensagem: “estamos projetando um crescimento do nosso trabalho em Santiago e para isso estamos investindo na construção de um Centro Agropecuário e Automotivo às margens da BR 287, o que certamente vai tornar a Coopatrigo mais atuante no comércio local. Esperamos que este projeto torne a Coopatrigo uma referência em Santiago e região”.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top