segunda-feira , 16 maio 2022

CTG Coxilha de Ronda

CTG Coxilha de Ronda

Há 60 anos mantem o autêntico tradicionalismo gaúcho

O CTG Coxilha de Ronda, comemora neste ano, mais precisamente no dia 25 de setembro, seus 60 anos e, está preparando uma grande programação para as comemorações da data. Todos os eventos realizados neste ano levaram a marca comemorativa dos 60 anos, culminando com uma grande festa para os associados e convidados, no dia 24 de setembro, em sua Sede Campeira.
A história do CTG teve início antes mesmo de sua fundação, quando um grupo de jovens, liderado pelo saudoso Jaime Pinto, sentindo a necessidade de preencher uma lacuna existente no cenário cultural do município, procura formas de valorizar e preservar os costumes tradicionais através de uma convivência pacífica com uma sociedade que vinha a cada ano se modernizando mais e perdendo a essência dos antepassados. Com a ideia determinada, foram em busca de um local e de apoio para concretizarem o seu sonho, que em pouco tempo estava em pé no mesmo local que permanece até hoje. Seu nome foi sugerido pelo grande poeta Aureliano de Figueiredo Pinto, referenciando ao local que servia de pouso de tropas, permitindo que no alto da Coxilha os tropeiros podiam fazer a ronda dos animais. De lá para cá, muita coisa mudou e, o pequeno galpão que outrora foi construído abrigando os adeptos da cultura, precisou ser ampliado tal era o grande número de pessoas que o frequentavam. Em 1970 sediou o 15º Congresso Tradicionalista, onde foi instituído o Concurso Estadual de Prendas, foi palco também de inter-regionais do ENART, Encontros Regionais de Patrões, Peões e Prendas além de inúmeros eventos e projetos culturais que realiza.
Com o surgimento dos Rodeios Crioulos, viu-se também a necessidade da construção de uma Sede Campeira, e em 1987 teve inícioa construção daquela que hoje é considerada uma das maiores e mais bem estruturadas Sedes Campeiras do Estado, em uma área de campo cedida pelo seu Patrão de Honra Antônio Vivaldino Bonotto, tendo já sediado três Edições da FECARS, uma Festa Nacional de Campeões e anualmente no mês de dezembro realiza a sua Festa Campeira que já atingiu o maior número de Equipes de 05 laçadores participantes do Estado.
Atualmente sob a liderança dos tradicionalistas João Carlos Gripa e Ronaldo Lavarda, procura manter a mesma essência e o autêntico tradicionalismo gaúcho, honrando uma história tão rica de sentimentos, valores e conquistas, sendo que a continuidade ficará a cargo daqueles que virão a perpetuar o desenvolvimento deste Centro de Tradições Gaúchas que foi proposto e planejado há 60 anos.

Coxilha de Ronda hoje, com 60 anos de história

Atual Patronagem do Coxilha de Ronda

 

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top