quarta-feira , 20 outubro 2021

Escola Thomás Fortes agora conta com refeitório

Reivindicação vinha há 20 anosrefeitorio_tomas

O refeitório construído na escola é uma demanda de mais de vinte anos. “Desde que eu entrei na direção nós sabíamos que existia essa solicitação, e nós fomos intensificando. Nós sempre argumentávamos que a única escola municipal que não tinha refeitório era a nossa. Todo o ano era feita a justificativa a respeito dessa necessidade”, destacou Aldemir Martins Machado, Diretor da Escola Thomás Fortes.

Refeitório está quase concluído
Segundo o diretor a adesão a nossa merenda é grande. Quase todos os alunos pegam a merenda. Nós temos alunos que saem de casa 4h30min, 5h que vem de longe, de fora. São mais de cem alunos. Então eles têm que ter a merenda no meio da manhã. Então esse refeitório é um ganho enorme para a escola, com espaço adequado. Conforme o diretor, os alunos vão usar talher, garfo, faca, prato de vidro que é o mais adequado, principalmente pela higiene. A obra teve início em setembro, tiveram três meses para finalizar a obra, entregaram no prazo certo.

Equipe Diretiva
A respeito da merenda, existe uma pessoa que elabora o cardápio e manda pronto. Mas a escola tem a liberdade de alterar de acordo com a sua realidade.
É importante destacar que não tem atrasado o repasse das merendas, nesses últimos anos sempre foi tranquilo, a questão do dinheiro sempre foi em dia.
Os cardápios oferecidos na alimentação escolar da rede estadual de ensino estão de acordo com a Nota Técnica 01/2014 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que prevê restrição da oferta de açúcar, doces e preparações doces na alimentação escolar. De acordo com o documento do FNDE, a oferta desses produtos fica limitada a duas porções por semana, com equivalente a 110 kcal por porção. A publicação da Nota Técnica é de janeiro passado.
Na rede estadual, as escolas já seguem a resolução que determina que o cardápio deve ser elaborado por nutricionista responsável, e a aquisição de gêneros alimentícios deverá obedecer ao cardápio planejado, priorizando os alimentos orgânicos e agroecológicos.

Terezinha Canterle – Cozinheira – 25 anos na escola

“Espera-se que dê tudo certo, aqui eles tem que entrar, se servir e comer. Nós esperamos que eles acostumem bem com o novo sistema. O ambiente melhorou muito”.

Maria Luiza – Auxiliar – 5 anos na escola

“Esperamos que tudo aconteça pelo melhor. Melhorou bastante, o espaço está melhor, mais ventilado. Fica melhor para trabalhar e mais confortável para os alunos”.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top