terça-feira , 30 novembro 2021

Faleceu Antônio Vivaldino Bonotto

O agropecuarista Antônio Vivaldino Bonotto, de 88 anos, faleceu na madrugada desta segunda-feira, 28. O corpo foi velado no CTG Coxilha de Ronda, onde Bonotto era Patrão de Honra da entidade. O sepultamento ocorreu no cemitério municipal de Santiago com um grande número de pessoas que foram se despedir do agropecuarista.

Nascido em Ernesto Alves, em 9 de maio de 1932, Antônio Vivaldino Bonotto deixa a esposa, Catharina Souza Bonotto, os filhos Mauro, Cássio, Andrea e Angélica, netos e demais familiares.

Além de destacar-se nacionalmente no cenário agropecuário, onde, por exemplo, foi considerado, em 1970, o maior triticultor da América Latina, Bonotto foi o doador de inúmeros terrenos para instalação de importantes instituições em nosso município. As principais doações foram as seguintes:

– Área para construção do Campus da URI Santiago;
– Área para a construção da sede campeira do CTG Coxilha de Ronda;
– Terreno para a construção do prédio e execução do projeto TAIFA;
– Terreno para a construção da sede da Associação dos Professores e Funcionários da URI Santiago;
– Terreno para a construção da Capela Católica e o CTG do bairro São Vicente;
– Terreno para a construção do prédio do Fórum;
– Terreno para a construção da sede Justiça do Trabalho;
– Terreno para a construção da sede própria do Ministério Púbico;
– Terreno para a construção da sede própria da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Santiago.
Entre outros inúmeros investimentos e constantes contribuições para entidades e ações sociais do Município.

Bonotto deixou seu legado na história de Santiago
Foto: Divulgação

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top