terça-feira , 30 novembro 2021

GHS recebe mais de meio milhão em doações

Em um momento complicado, como o que estamos passando, a união é muito importante e ajuda salvar vidas, por isto, muitos empresários de diversos ramos, inclusive do agronegócio, estão fazendo sua parte e realizando doações em prol do GHS.

Uma das campanhas em andamento é a do Centro Empresarial de Santiago, como explica a presidente Cristina Cardoso. O Grupo Hospitalar Santiago, assim como os demais hospitais do País, está enfrentando sérias dificuldades para combater a Covid-19. Sendo assim, o Centro Empresarial de Santiago entendeu que se faz necessário contribuir com o GHS, auxiliando na busca de recursos para que sejam adquiridos mais respiradores, bombas de infusão, monitores multiparamétricos e outros insumos tão necessários para o bom andamento do serviço dos profissionais da saúde e, para salvar a vida de nossos conterrâneos que, infelizmente, foram acometidos por esse vírus.

Desta forma, estão solicitando aos seus associados, uma contribuição, em qualquer valor, para que possa adquirir alguns dos itens.

Se você não deseja fazer Pix ou depósito bancário poder deixar o valor a ser doado no departamento financeiro do CES. Qualquer valor é importante neste momento.

Em entrevista ao jornal A Folha e ao GNI – Grupo de Notícias Integradas, Cristina Cardoso destacou que já foram arrecadados mais de R$ 100.000,00, junto aos associados e que o CES também fez a doação de um respirador ao hospital. Segundo ela, outras campanhas estão sendo feitas para arrecadar fundos para adquirir os equipamentos ao GHS.

O Administrador do GHS, Ruderson Mesquita Sobreira, comemorou as iniciativas em prol da instituição e diz receber as doações com muita felicidade, pois é um momento muito difícil na qual estamos passando. Destacou que a resposta dos diversos doadores foi muito rápida, pois a campanha iniciou no sábado, 20, e já tinham sido arrecadados em torno de R$ 300 mil reais em poucas horas. Com a campanha já foram arrecadados mais de meio milhão de reais, no total.

Ruderson explica que a campanha teve início para compra de respiradores e que seriam uma reserva, para caso a pandemia venha aumentar ainda mais, para compra de bombas de infusão e de monitores. Os equipamentos, são 10 respiradores, 30 bombas de infusão e 10 monitores multiparamédicos os quais já foram encomendados, através do Instituto Floresta, grande parceiro do GHS.

A meta de arrecadação, de acordo com Ruderson Mesquita é de R$ 800.000,00, para aquisição de todos os equipamentos citados. Os mesmos já foram reservados com o representante que faz a venda e devem chegar nos próximos dias ao hospital. “Os equipamentos vem salva guardar a instituição, isto dá um up e mais segurança para a nossa comunidade, por que é muito relativo, tem dias que há um número “x” de intubados e no outro dobra este número e, nós temos que estar preparados para uma eventualidade de ter um número alto de pessoas com Covid-19”, comentou. A instituição agradece todo o apoio e doações que está recebendo no momento de enfrentamento da pandemia.

Além da campanha realizada pelo CES, Ruderson Mesquita falou com empresários e amigos para ver a possibilidade de ajuda para adquirir os equipamentos. O pedido foi atendido e empresários de diversos setores resolveram fazer sua parte e também ajudar o GHS.

Ruderson Mesquita agradece todo apoio e doações Foto: Carine Martins

A proprietária da Ervateira Santiago, Geni Soares Bordim, foi uma das doadoras, em entrevista ao jornal A Folha e ao GNI – Grupo de Notícias Integradas, ela destaca que a ervateira é uma empresa engajada com o bem estar da sociedade. Em proporcionar momentos de convívio familiar e social, em rodas de conversa ou sozinhos, na companhia do chimarrão, que é um símbolo de união, e sua principal missão.

Como empresa responsável na sociedade em que atua, Geni comenta que fizeram a doação em nome de toda a equipe Erva Mate Santiago, como uma forma de estender a mão à comunidade.

“Todos estamos passando por momentos de dificuldades e precisamos nos unir, nos ajudar, com cuidados, com empatia e solidariedade. Ninguém é uma ilha e como doar significa assumirmos nossa parcela de comprometimento e responsabilidade com as pessoas da nossa comunidade, não podemos esperar apenas das autoridades, dos governantes”, comentou.

Geni comenta que prezam sempre por uma administração séria e com credibilidade e vê que tanto as equipes da Administração Municipal, como o GHS que estão na linha de frente desta situação fazem um trabalho muito dedicado.

Para finalizar, Geni ressalta que “em momentos de dificuldade, a união, a solidariedade e o espírito de cooperação são essenciais. É preciso que todos, enquanto sociedade, e cada um de nós, individualmente, encontremos uma maneira de ajudar. Dessa forma, convocamos a comunidade civil e empresarial a unir-se com o GHS nessa importante missão de salvar vidas. Somente vamos superar esse momento somando esforços. Ajudemo-nos”!

Geni Soares Bordim, proprietária da Ervateira Santiago
Foto:Divulgação

O proprietário do Grupo SA, Edimar Ceolin, empresário do Agro, também falou à reportagem do jornal A Folha e GNI, ele coordenou uma campanha de junto com um grande grupo de agricultores e empresários para buscar doações, o que resultou na doação de R$ 252.500,00.

Conforme o empresário do agro, a iniciativa partiu de um pedido do Administrador do GHS, Ruderson Mesquita para um colaborador seu. Foi então que Edimar Ceolin usou um grupo de WhatsApp que conta com agricultores e agrônomos e explicou sobre a campanha e os participantes do grupo foram se sensibilizando com a causa e aderindo à campanha. Edimar Ceolin conta que a meta desta campanha era adquirir 03 respiradores, mas conseguiram valor para 04.

“Agradeço a todos que colaboraram fazendo sua doação, empresários e agricultores, pois o que vale é a intensão em ajudar, fazer o bem neste momento difícil que estamos passando com a pandemia. O valor foi muito bom, superou nossas expectativas, ainda mais em uma época que para o setor de comércio na cidade está difícil, mas que para o agro está aquecido, mesmo assim, quem não está no agro fez a sua doação. O que damos com uma mão, Deus dá em dobro com as duas”, finalizou.

Edimar Ceolin, proprietário do Grupo SA  Foto: Divulgação

Doadores da campanha realizada através de Edimar Ceolin do Grupo SA:

Antoninho Gubert; Antônio Bochi; Barraca Missões; Cássio Bonotto; Cootransa; Douglas Picoli;

Edimar Ceolin; Edinardo Dalenogare; Edson e Salbegão; Glauber Bochi; Guilherme Bilibio;

Gustavo Moura; João Telmo Sagrilo; João Carlos Gripa; João C. Vendruscolo; Jovane Basso;

Jocemar Tamiosso; Multi Pneus; Agr. Alvorada; Mauro Bonotto; Márcio Gripa; Marcos Kerpel;

Mauro Gripa; Nelson Kerpel; Redemaq; Robson Ceolin; Samuel Spode; Sinésio Danilo Reis; SA Tec; SUPER SAFRA; Tiago Salbego; Vagner Posto Missioneiro; Vicente Beltrão e 3 Tentos.

 

Mais doações foram realizadas ao GHS, as quais são muito importantes, umas delas é da Família Wenning, outra do Lions Clube Santiago e também da Rural Jovem através do Sindicato Rural de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó.

Durante entrevista ao jornal A Folha, o presidente do Sindicato Rural Cel. José Luiz Dalosto, comentou sobre a campanha, a qual tinha meta de arrecadar valor para compra de um respirador e que conseguiu um pouco mais, um montante de R$ 51.400,00, que segundo Cel. Dalosto já foi depositado em uma conta na Caixa Econômica Federal, diretamente para a empresa responsável pela venda do equipamento.

O presidente do Sindicato Rural, Cel. Dalosto, em nome de toda diretoria, agradece a todos que colaboraram em prol do GHS, pois é uma campanha importante que ajuda salvar vidas.

Outras instituições também fizeram doações  Foto: Divulgação

O Lions Clube Santiago Centro faz parte de uma Organização Internacional e tem como um de seus maiores objetivos atuar em causas humanitárias.

Com isto, a Diretoria, representada pela Presidente Cal Ivonete Guasso Gavioli, CL Volnei e a Tesoureira Cal Cledi Munareto, apoiada pelos demais companheiros que integram o Clube de Serviço, em uma de suas ações humanitárias, fez a doação de R$ 8.500 ao Grupo Hospitalar de Santiago nesta terça-feira, 23.

O valor irá ajudar na compra de equipamentos que auxiliam pacientes com insuficiência respiratória aguda (Covid-19). “Essa é uma forma de união à comunidade que, neste momento, sofre muito pela perda de pessoas queridas. Ser Lions “é servir ao seu povo, a sua gente”, assim já proclama o nosso Hino”, destacou Ivonete Guasso Gavioli.

Lions Clube também fez doação ao GHS 
Foto: Divulgação

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top