sábado , 23 outubro 2021

Giro Pelo Rio Grande tratou das reformas no Brasil

 

Giro Pelo Rio Grande tratou das reformas no Brasil

Sindicatos, empresários e autoridades dos municípios de Livramento, Santiago, São Borja, São Francisco de Assis, São Gabriel, Uruguaiana, Quaraí e Alegrete se reuniram na terça-feira, 15, para debater as três reformas em andamento no Brasil durante o Giro Pelo Rio Grande realizado pela Fecomércio-RS. Sob o tema “Brasil em Reforma”, o evento aconteceu no Clube Cassino Alegretense e reuniu mais de 400 pessoas que foram ao local para debater e analisar pontos importantes das Reformas Tributária, Trabalhista e da Previdência. O evento contou com a presença do presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bhon, Aldacir José Callegaro, presidente do Sindilojas de Santiago e Diretor da Fecomércio-rs/Sesc-Senac, entre outros nomes importantes da entidade.
O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, começou falando que, apesar da crise econômica pela qual o país está passando, “estamos vivendo um momento ímpar no Brasil” porque a chance de fazer o país voltar a crescer está na aprovação dessas três reformas. “Nós não estamos passivos nesse momento. Estamos constantemente discutindo e sugerindo mudanças legislativas às propostas de reforma que tramitam no Congresso para ajudar o Brasil”, ressaltou.
Bohn defendeu em seu discurso que a reforma trabalhista, sancionada em julho pelo presidente Michel Temer e que entrará em vigor no mês de novembro deste ano, era necessária para adequar a legislação trabalhista à realidade do século 21. Agora, a Federação segue na defesa da aprovação da reforma tributária, para que a tributação brasileira passe a ser simples e a população não sofra mais com o peso excessivo das elevações constantes da carga tributária e, também da aprovação da reforma da previdência, “gradual, abrangente e que não exclua nenhuma categoria” para que se evite a falência financeira do Estado. “As reformas não são de simples aprovação no Congresso Nacional. Precisamos de ação! Não podemos nos omitir neste importante momento e temos que conscientizar os parlamentares e a sociedade gaúcha em prol dessas reformas que o Brasil tanto precisa”, finalizou Bohn. O gerente de planejamento da Fecomércio-RS, Anderson Bohrer, encerrou a primeira parte do evento apresentando os produtos e serviços oferecidos pela Federação.

As três reformas
A assessora tributária da Fecomércio-RS, Tatiane Correa, falou sobre alguns aspectos da reforma tributária. Ela explicou que o sistema tributário brasileiro tributa muito em cima do consumo em relação a outros países e isso acaba onerando muito o consumidor brasileiro que paga preços altos por bens e serviços. Uma das propostas feitas pela Fecomércio-RS, seria a junção do PIS, Cofins e Cide-Comb em um único IVA-Federal e a junção das 27 normas de ICMS em um IVA-estadual, o que na visão de Tatiane seria um bom começo.
A reforma trabalhista, que altera inúmeros artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), foi o tema da palestra do consultor trabalhista Eduardo Raupp. Segundo Eduardo, com a regulamentação da reforma, ocorrida no mês de julho, passam a valer, a partir do mês de novembro, três eixos: a consolidação de direitos, segurança jurídica e ocupação para todos. “A reforma muda para o empregado e para o empresário, mas, muda muito mais para os reclamantes porque aprimora as relações de trabalho por meio da valorização da negociação coletiva e das contratações com segurança jurídica”, destacou. O consultor econômico Marcelo Portugal palestrou sobre a reforma previdenciária. “Tenho o trabalho mais difícil a fazer porque preciso convencer vocês que o Brasil precisa de uma reforma na previdência e isso significa que teremos que trabalhar por mais um tempo”, ressaltou Portugal, justificando seu tema. O consultor afirmou que a situação fiscal do país exige essa reforma para poder tornar o Estado brasileiro menos caro e mais eficiente porque reduz o déficit previdenciário que é um dos elementos chaves do déficit público que o Brasil possui atualmente. Ao final das apresentações, o gerente da Assessoria Parlamentar da Fecomércio-RS, Lucas Schifino, mediou um debate entre os painelistas.

Foto: Divulgação

 

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top