segunda-feira , 27 janeiro 2020

Guarnição de Santiago recebe as Viaturas Guarani

No dia 03 de dezembro a 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada 1ª Bda C Mec, realizou no 9º Batalhão Logístico,  uma formatura  de recebimento de oito Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP-MSR) Guarani, na Guarnição de Santiago. O evento foi presidido pelo General de Brigada Flávio dos Santos Lajoia, Comandante da 1ª Bda C Mec, contou com a presença do Vereador Tadeu Machado, presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Santiago; Carlos Roberto Devicenzi Socal, Diretor Geral do Instituto Federal Farroupilha Campus Jaguarí; Deivid Dutra de Oliveira, Diretor Geral do Instituto Federal Farroupilha Campus São Vicente do Sul; e Comandantes das Organizações Militares da Guarnição de Santiago.

 As Viaturas Guarani foram destinadas para o 9º Batalhão Logístico, 11ª Companhia de Comunicações Mecanizada e para o Esquadrão de Comando da 1ª Bda C Mec.

 A Viatura Guarani é capaz de transportar até 11 militares em ambiente climatizado e ergonomia adequada, permite ser transportada por aeronave KC-390, da FAB, possui capacidade anfíbia, é impulsionado por motor diesel Cursor 9, 6×6, da FPT Industrial, com potência máxima de 383 CV, desenvolvendo 100 Km/h de velocidade máxima. Além do diesel, o motor também opera com querosene de aviação ou combinação de ambos em qualquer proporção, conferindo versatilidade em ambiente operacional. Possui sistema automático de extinção e detecção de incêndio, capacidade de operação noturna, posicionamento global por satélite (GPS) e um sistema de mira laser que, quando ativo, comanda automaticamente a torre do canhão.

            O Projeto Guarani está inserido no processo de transformação do Exército, em consonância com a Estratégia Nacional de Defesa, buscará levar a Força Terrestre da Era Industrial para a Era do Conhecimento, sem alterar, no entanto, seus princípios, crenças e valores, conduzindo o Exército ao patamar de Força Armada de país desenvolvido e ator global, contando para isso com a modernização de equipamentos e desenvolvimento de tecnologias para recuperar a capacidade de operar com eficiência. Esses novos equipamentos irão fazer com que se mude o modo de ação e a visão de emprego da Força.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top