sábado , 25 junho 2022

HCS: 72 anos salvando vidas

O Hospital de Caridade de Santiago está completando 72 anos, em entrevista ao jornal a Folha o Administrador da entidade falou sobre as mudanças e projetos que estão sendo realizados.
“O hospital teve muitos avanços, foi uma crescente sem tamanho, dentre as principais conquistas que podemos enumerar foi à hemodiálise, que era um sonho antigo da comunidade, e que hoje atende inúmeras pessoas. Outro avanço que podemos citar foi a montagem do Centro de Diagnóstico por Imagem e a instalação da CTI, que hoje atende toda região e pacientes até de Porto Alegre, de Santa Maria”, destacou Ruderson Mesquita, Administrador do Hospital de Caridade de Santiago.
Segundo Ruderson, o próximo passo é terminar o Centro Clínico, onde o principal serviço será o Centro de Oncologia. A busca por profissionais capacitados para formar a equipe já está em andamento. “O Centro de Oncologia vai ser um grande passo para o Hospital. Está sendo investido cerca de R8 milhões nessa obra. Depois, dentro do nosso planejamento, está a neurocirurgia e a hemodinâmica”, acrescenta ele.
Ruderson ainda comenta da dificuldade que é administrar um hospital hoje em dia. “Administrar um hospital é muito difícil, em função da tabela defasada do SUS, então vários hospitais têm dívidas, reduzindo a cada dia os serviços prestados ao Sistema Único de Saúde. Um exemplo que temos foi o Hospital de Santa Maria, que parou de atender pelo SUS, desde o dia 20 de março. Porém nós estamos ao contrário dessa tendência. Cada vez mais estamos ampliando o atendimento ao SUS, então todos os serviços do hospital são credenciados pelo SUS. Por exemplo, a ressonância magnética, último serviço que colocamos, tem 100 exames por mês do SUS. Temos em torno de 4 milhões por ano de prejuízo com os atendimentos do SUS, por causa dessa defasagem. Por exemplo, na CTI, 70% dos pacientes é do SUS. O Hospital num todo, atendeu no último ano 77% de pacientes do SUS, onde nossa obrigação era de até 60%. Então é um hospital onde sua grande maioria é de pacientes do Sistema Único de Saúde e mesmo com todas as dificuldades, estamos conseguindo manter as contas em dia, honrar com todos os fornecedores e ainda estamos investindo no crescimento do hospital”, acrescenta Ruderson.
Hoje, o HCS é referência em média complexidade para 11 municípios. Em outras referências, por exemplo, como diagnóstico por imagem, abrangem 31 municípios. Outra novidade também é o projeto da traumatologia, que deve liberar dentro de pouco tempo. O Hospital conta com 170 leitos, além de estar fazendo mais nove leitos para convênio e mais 40 leitos, a curto prazo.
Então, o Hospital de Caridade de Santiago, completou seus 72 anos com muita saúde. Dívidas sanadas, fornecedores e funcionários pagos em dia, hospital em pleno funcionamento, com qualidade crescente. “Claro, temos problemas e muito a melhorar, como qualquer instituição, mas comparado a outros hospitais, estamos muito na frente. Com certeza, somos visto hoje como exemplo de hospital”, finaliza Ruderson Mesquita.

IMG_1746Ruderson Mesquita, administrador do HCS

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top