sábado , 27 novembro 2021

Lúpus: doença silenciosa pode ter consequências graves

Sintomas são variados e podem ou não se manifestarlupus
Uma a cada 1.000 mulheres no Brasil são portadoras de Lúpus Eritematoso Sistêmico, uma doença inflamatória, autoimune e crônica, cujas principais características são suas manifestações clínicas intercaladas. A pessoa com lúpus tem, habitualmente, fases nas quais apresenta sintomas chamados pelos médicos de períodos de atividade e, outros momentos nos quais fica sem manifestações da doença, chamado de período de remissão.
O lúpus desencadeia alguns sintomas como fraqueza, mal-estar, fadiga, perda de peso, febre e inflamações, que podem surgir em diversos órgãos de forma lenta e progressiva (meses) ou mais rapidamente (semanas). O diagnóstico é feito pelo médico reumatologista através de uma série de exames laboratoriais. A doença tem causa multifatorial, pode envolver predisposição genética e fatores ambientais. Agentes infecciosos, alguns medicamentos, radiação ultravioleta e fatores hormonais são desencadeantes prováveis da doença não sendo contagiosa.
O tratamento irá depender do tipo de manifestação apresentada e deve ser individualizado. O objetivo é reequilibrar o sistema imunológico, além de controlar dor e inflamação.
Manifestações clínicas mais frequentes
Lesões de pele: ocorrem em cerca de 80% dos casos. As mas características são manchas avermelhadas nas maças do rosto e dorso do nariz.
Queda de cabelo: é muito frequente, mas ocorre tipicamente nas fases de atividade da doença.
Problemas articulares: a dor com ou sem inchaço nas juntas ocorre, em algum momento, em mais de 90% das pessoas e envolve principalmente as juntas das mãos, punhos, joelhos e pés.
Inflamações: ocorre nas membranas que recobrem o pulmão e coração.
Nefrite: inflamação nos rins é uma das que mais preocupam e ocorrem em cerca de 50% das pessoas. Quando não tratadas rapidamente, o rim deixa de funcionar e o paciente precisa fazer diálise ou até transplante.
Alterações nas células do sangue: ocorrem devido aos anticorpos contra estas células, causando sua destruição. Assim, se os anticorpos forem contra os glóbulos vermelhos vão causar anemia, contra os glóbulos brancos causam diminuição de células brancas e se forem contra plaquetas, causarão a diminuição das mesmas.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top