domingo , 20 agosto 2017

Obra dobrará a capacidade do Presídio Estadual de Santiago

Obra dobrará a capacidade do Presídio Estadual de Santiago

Texto: Carine Martins

Obra dobrará a capacidade do Presídio Estadual de Santiago

Projeto está orçado em R$ 882.000,00 e a verba vem do Poder Judiciário

O jornal A Folha conversou esta semana com o Administrador do Presídio Estadual de Santiago, Marcelo Machado, o qual falou sobre a superlotação do presídio e também sobre a obra que teve início e, que irá aumentar o número de vagas na casa prisional. Não só em Santiago, mas em vários presídios pelo estado estão passando pela mesma situação de superlotação.
De acordo com Marcelo, partindo disso foi feita, entre administração, juíza e promotoria, uma reunião, oportunidade em que foi passada a situação da casa prisional, a qual tem capacidade, hoje, para quatro detentos em cada cela e está com 14, mostrando a dificuldade enfrentada por quem atua dentro do presídio. Como agravamento da situação poderia ocorrer à interdição do presídio, fazendo com que pessoas que necessitam estar presas, iriam cometer o crime, ser presas e logo estarem nas ruas, por não haver vaga na instituição.
A solução então era aumentar o presídio, construir uma nova galeria, mas o Estado não tinha condições financeiras para realizar esta obra. Por conta disso a Dra. Cecília Laranja, se propôs, com a verba do Poder Judiciário de fazer o projeto de ampliação, foi dado início a criação de uma planta, a qual foi passada para uma arquiteta que está lotada na 2ª DPR, a qual desenvolveu o projeto e repassou para a engenharia, que deu prosseguimento. A verba do Poder Judiciário é repassada ao Conselho da Comunidade do Presídio de Santiago, que tem como presidente o senhor José Candido e o presídio recebe somente o material, através do conselho, que contrata e adquire o material a ser usado na obra.
O projeto tramitou durante um ano, foi realizada licitação, tendo como vencedora a empresa Lopes Peixoto e, no dia 03 de julho foi dado início a referida obra. Toda a obra está orçada em R$ 882.000,00 e tem um prazo de no mínimo oito meses para a construção da galeria. O projeto contempla também uma sala de Administração, de técnicos e secretaria, e para estas salas o prazo de conclusão é de mais quatro meses.
Hoje são 172 apenados no presídio e 60 no albergue, sendo então 230 dentro do presídio. Devido ao início da obra, dos 172 presos, 50 foram transferidos para a região. Com a construção da nova galeria, serão abertas 63 vagas masculinas e 10 femininas, isso fará com que dobre a capacidade do presídio, que hoje é 64 vagas.Os presos que foram removidos temporariamente fazem parte da ala do seguro e,por questões de segurança, ficarão em outros presídios até que se finalize a obra.
O albergue tem capacidade para 48 apenados e está com 60 presos, mas comverba do Poder Judiciário foram criadas mais 30 vagas, sendo 15 masculinas e 15 femininas.
Fotos: Susepe
d90aa97f-dfaa-43f6-b746-51e786b06afe

Administrador Substituto Lacerda e Administrador Marcelo

 

 

 

0ba3a3e7-7dfb-414d-ab7a-73036823c672


Obra teve início e dará mais fôlego ao Presídio Estadual de Santiago

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top