quinta-feira , 15 novembro 2018

Pela primeira vez, Santiago terá um representante na Câmara dos Deputados

Marcelo Brum ficou como suplente, mas com a vitória de Jair Bolsonaro conquistou uma cadeira de deputado

Com uma história de mais de 25 anos trabalhando no meio da comunicação, como radialista, na área do esporte, depois na área do agronegócio com o Programa A Voz do Campo, o qual lhe abriu inúmeras portas, o santiaguense Marcelo Brum ingressou com sucesso na política.
Em entrevista ao jornal A Folha, Marcelo Brum, primeiro santiaguense eleito deputado federal, contou como foi a sua caminhada nesta etapa. Assim como o presidente eleito sempre faz, Marcelo iniciou sua fala com um Versículo Bíblico, Evangelho de João 8:32, “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.
Muito contente, ele conta que recebeu o convite do candidato eleito a Presidente da República, Jair Bolsonaro, “recebei o convite do então candidato eleito, Jair Bolsonaro – PSL, sendo que ele participou em duas oportunidades de eventos A Voz do Campo que realizei em Gramado e em uma destas oportunidades, juntamente com amigos produtores, nos convidou para colocar nosso nome à disposição como candidato a deputado federal, até então uma surpresa, desafio que no início me assustou, porque nunca fui político, mas tínhamos uma missão – ajudar nosso país -, assim como o programa faz, pois ele também é de discussão e de defesa do produtor rural”, contou.
Marcelo Brum entrou na política pelo partido PSL, mesmo partido do presidente eleito. No primeiro turno ficou como suplente, onde fez 24.820 votos, bastava se confirmar no segundo turno a vitória de Bolsonaro, o qual já havia falado que chamaria o deputado Onyx Lorenzoni – DEM-RS, para ocupar a Casa Civil. Presidente eleito, Marcelo que tem 45 anos, recebeu a notícia que ocuparia então uma cadeira na Câmara dos Deputados, fato inédito para Santiago, ter um representante federal, fazendo com que a bancada do partido de Bolsonaro fique com pelo menos 53 deputados.
O deputado eleito diz estar feliz com a novidade e ao mesmo tempo preocupado, pois é um grande desafio, o qual vai enfrentando, trabalhando firme pelo Rio Grande do Sul, especialmente por Santiago e região.
Ao ser questionado sobre suas propostas, Marcelo destaca que lutará pela região, “o Bolsonaro representa um jeito novo de fazer política, um exemplo disto são algumas decisões que ele vai tomar, as quais beneficiarão todos os brasileiros em todos os seus municípios, seria desburocratizar o Brasil”. O deputado eleito, explica que todo o empreendedor, lojista, empresário que quer melhorar seu negócio, produtor rural que quer aumentar suas áreas de lavoura, irrigação, há uma burocracia imensa que impede as pessoas de avançar, esta é uma das propostas, junto com o governo federal, de facilitar os avanços para que mais empregos sejam gerados.
Marcelo ressalta que “quando falamos em propostas, estou inserido dentro do projeto do Bolsonaro de trabalhar e, isto vai trazer benefícios para Santiago e região, serão decisões que o Presidente da República vai tomar, sendo uma delas a desburocratizar o Brasil, incentivar o setor produtivo da cidade e do campo”. Ele frisa que haverá diálogo com as lideranças da região para saber quais são as demandas que cada município e também trabalhar em cima delas.
Durante a entrevista, Marcelo contou que tem um viés social e em suas visitas aos bairros das cidades percebeu muita desigualdade social, mas que isto pode ser mudado “tenho um sonho, realizar um projeto social ligado ao esporte, para dar oportunidade às crianças e jovens carentes, a ideia está sendo construída e com certeza o projeto será realizado na região”.
Em relação ao agro, Marcelo destaca que serão buscadas junto ao governo federal, medidas agrícolas que garantam renda no campo, beneficiando pequeno, médio e grande produtor rural. Sobre ir para Brasília, o deputado Marcelo contou que está preparando seu gabinete, buscando nomes para atuarem junto com ele “estamos preparando o gabinete de Santiago no Congresso Nacional, em Brasília. Vamos morar em Brasília e no Bairro Guabiroba, em Santiago”. Marcelo Brum frisa que o Programa A Voz do Campo segue normalmente, haverá um revezamento entre ele e sua esposa Litiere, juntamente com a equipe e parceiros, sendo que alguns programas deverão ser realizados direto de Brasília.
Para finalizar, Marcelo fez seus agradecimentos, primeiramente a Deus pelo dom da vida, a esposa e amiga Litiere, família, amigos e a população de Santiago e região pelo apoio dispensado durante toda a campanha e pelos votos, “foi uma campanha com raça, dedicação e muita seriedade e trabalho, o que ajudou a me eleger”.

Maecelo Brum e a esposa Litiere

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top