quarta-feira , 20 outubro 2021

Presidente do CES fala sobre projetos

Esta semana o jornal A Folha conversou com a nova presidente do Centro Empresarial de Santiago, Cristina Cardoso, a qual falou sobre projetos frente à instituição e também sobre o distanciamento social, confira a entrevista.

Quais seus projetos a curto e longo prazo como presidente do CES?

Devido ao cenário que estamos vivenciando, alguns projetos desenhados para o primeiro semestre tiveram que sofrer adaptações, pois houve muitas mudanças, inclusive de comportamento da população.

A curto prazo teremos projetos como uma plataforma e-commerce para nossos associados, campanhas institucionais remodeladas, com inclusão de novas datas comemorativas afim de impulsionar a economia sem onerar o empresário.  Adesão de novos sócios para fortalecer a entidade e de produtos a serem oferecidos é um dos nossos objetivos principais. Atualmente o CES oferece benefícios como Plano de saúde ( Unimed e cartão pronto saúde), Certificação Digital, SCPC, SERASA, convênio com o CIEE, convênio com a Planalto, entre outros. 

2020 será um ano muito importante para o CES , pois o mesmo estará completando 18 anos de excelentes serviços prestados à comunidade empresarial, concretizando sua missão que é representar, desenvolver, unir e liderar a Comunidade empresarial, estimulando o empreendedorismo.

Estamos chegando ao mês de junho, logo teremos o Dia dos Namorados, qual a expectativa? O que será feito para buscar melhorar as vendas?

É positiva, diante da conjuntura atual, essa será a primeira data de uma Campanha sem custo para nosso associado, com o objetivo de fomentar a economia, incentivando e valorizando as comprar em nosso comércio local.

Qual sua opinião sobre o distanciamento social?

Acredito que, por nesse momento  não existir tratamento ou vacina para o Covid-19 é importante o distanciamento social. Cabe a cada um de nós colaborar para limitar convívio e aglomerações e nos casos de precisarmos estar expostos, tomar as devidas precauções, seguindo os protocolos de segurança.

Fale sobre o momento econômico em que vimemos:

Estamos passando por momentos de incertezas, pressão e mudanças, pois não estamos vivenciando apenas uma crise de saúde como ­

é o Covid-19, mas também uma crise econômica em nosso estado e política em nosso País. Cabe a nós nos reinventar, fazer a lição de casa, agir de forma proativa evitando procrastinações.

Nós empresários devemos não dramatizar a situação. É hora de automotivar-se, de focar em nosso objetivo, em diferenciação e de olhar para dentro de nossas empresas afim de nos avaliar com o propósito de estimular assim a retomada saudável da nossa economia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cristina Cardoso 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top