sábado , 21 maio 2022

I Seminário A Voz do Campo

Evento acontecerá dentro da programação da 4ª Expocipó e, terá palestras com o presidente da Brasoja e o Chefe Geral da Embrapa.

História do programa “A Voz do Campo”

A vontade de um agricultor, em se comunicar com a sociedade e assim mostrar a realidade do campo, e um profissional do rádio em busca de oportunidades. Alcides Meneghine produtor rural de Capão do Cipó e Marcelo Brum radialista de Santiago, uniram-se e deram início a um novo projeto de comunicação rural, diferente de tudo o que se conhecia. Está no ar A Voz do Campo, o rádio do campo para a cidade. Atualmente o programa é transmitido por 15 emissoras de rádio do estado gaúcho, com abrangência em mais de 300 municípios, o que possibilita a mais de 4 milhões de gaúchos, ouvirem A Voz do Campo através do rádio.

A Voz do Campo, em cinco anos conseguiu diversos prêmios e homenagens, e com destaque para uma tese de doutorado na UFRGS (Universidade Federal do RS) em Porto Alegre. Hoje o programa é ouvido via internet em todo o país e até fora do Brasil, inclusive neste final de semana A Voz do Campo está participando da Femagri – Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas em Guaxupé, Sul de Minas Gerais, evento organizado pela Cooxupé, a maior Cooperativa de Café do Brasil. Acontece por lá uma importante reunião de produtores e lideranças da cafeicultura, onde o Programa A Voz do Campo foi convidado a participar.

Para fortalecer ainda mais e buscar novas informações para os produtores rurais, sobre o mercado de grãos, principalmente da soja e do trigo, no dia 21 de fevereiro, o Programa A Voz do Campo, apresentado por Marcelo Brum, que vai ao ar todos os sábados e, que também entra em cadeia com várias outras emissoras, estará promovendo um grande evento, será o I Seminário A Voz do Campo. O evento acontecerá dentro da programação do 4ª Expocipó e terá como atração duas palestras, uma com Antônio Sartori, Presidente da Brasoja/RS, o qual palestrará sobre o tema, “Grãos 2014: Céu ou Inferno”, às 9h e, Sérgio Roberto Dotto, Chefe Geral da Embrapa Trigo/RS que tratará do tema “Desafio do Trigo para 2014”, às 10h30min. A entrada para participar das palestras é um alimento não perecível.

Conheça os palestrantes:

Antônio Sartori – Presidente da Brasoja

Sócio fundador da Brasoja desde 1975, Agro corretor, consultor, palestrante. Organizador de mais de 30 viagens de estudos e pesquisas de agrocenários para USA e Europa, levando grupos de Agricultores, Dirigentes de Cooperativas, Comerciantes, Industriais e lideranças do Agro. Coordenador e palestrante do Fórum Nacional da Soja por 20 anos. Vice-presidente da FEDERASUL coordenador da divisão de agribusiness gestões 2000 a 2008. Pesquisas aprofundadas e atualizadas do Agro Cenário Mundial objetivando uma Visão Global e um Zoom Local, tem propiciado convites para palestras e consultoria a empresas e entidades do Agro gaúcho e brasileiro como também conferências para empresas, entidades e governos em New York, Washington, Chicago, Paris, Londres, Rotterdam, Rosário, Buenos Aires, mas o foco principal da Brasoja é o Agro Gaúcho.

Sergio Dotto – Chefe Geral da Embrapa

001A trajetória de Sergio Dotto na Embrapa começou em 1971, ainda na antiga Estação Experimental do Ministério da Agricultura (MAPA) que mais tarde originaria a Embrapa Trigo. Após trabalhar como extensionista rural na ACARESC, em Santa Catarina, e no Departamento Nacional de Pesquisas Aplicadas do MAPA, assumiu a estação em 1971, onde participou do início dos trabalhos de melhoramento de trigo no Brasil. Com a fundação da Embrapa Trigo em 1974, o pesquisador passou a desenvolver projetos de melhoramento e manejo (fitotecnia) de trigo. Durante 34 anos de atuação na Embrapa, Dotto passou pelo cargo de Chefe Adjunto de Administração em duas unidades da empresa: Embrapa Trigo (1979-1982) e na Embrapa Soja (1993-1995). Atuou ainda como assessor da Diretoria Executiva da Embrapa nos anos 80. A aposentadoria do pesquisador aconteceu em dezembro de 2005, quando passou a atuar na Assessoria Técnica da Fundação Pró-Sementes de Apoio à Pesquisa. Na titulação, o mestrado em fitotecnia pela UFRGS e o doutorado em fitotecnia pela Universidade de Córdoba, na Espanha. Ao longo da carreira, foram mais de 400 palestras técnicas e conferências, autoria/co-autoria em mais de 200 publicações técnico-científicas e participação na criação de mais de 30 cultivares de trigo.

 

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top