terça-feira , 26 janeiro 2021

Ivo Batista anuncia fim do seu ciclo na diretoria da Coopatrigo

O presidente da Coopatrigo Ivo Batista esteve concedendo uma longa entrevista na manhã desta terça-feira para emissoras de rádio e jornais de São Luiz Gonzaga e região, colocando um ponto final nas discussões que vinham ocorrendo nos últimos dias sobre a possibilidade da formação de duas chapas para a disputa do próximo mandato na Coopatrigo. Na oportunidade ele anunciou que não fará chapa para esta disputa, encerrando um ciclo de 23 anos como integrante da diretoria da Coopatrigo.

Ivo Batista fez um longo relato desde o início desta trajetória de 23 anos, iniciada em 1998 quando a cooperativa estava em estrema dificuldade financeira e não havia ninguém para assumi-la, e então teve a coragem de enfrentar esta situação, convidando na época Paulo Pires e Eugênio Portela para tentar recuperar a Coopatrigo o que acabou acontecendo e hoje temos a cooperativa na condição financeira em que se encontra.

Na entrevista, falou do trabalho desenvolvido neste período, do crescimento ocorrido na cooperativa principalmente quando entendeu que o associado deveria ser mais valorizado, recebendo 50% do resultado obtido no final de cada exercício, dos projetos estruturantes como a expansão da área de atuação, aumento da capacidade de armazenagem e a grande saúde financeira conquistada neste período, tudo conseguido através de um trabalho compartilhado da direção, Conselho de Administração e Conselho Central de Representantes.

Ivo Batista disse que a sua decisão foi baseada em dois pontos importantes, sendo um deles a divisão da cooperativa que ocorreria em uma eleição com duas chapas. “Estamos em tempos difíceis e uma eleição não seria bom para a Coopatrigo e neste sentido, pensando no futuro da empresa dos associados levei em conta este ponto para tomar a minha decisão”, falou entre outras palavras.

O segundo ponto relatado por Ivo Batista foi a sua saúde, cobrada pela família e alguns profissionais que o atendem, especialmente seu genro que é cardiologista e a filha médica, que relataram que o stress de uma disputa eleitoral poderiam trazer o agravamento de um problema cardíaco que ele vem tratando a alguns anos. “La em 1998 para assumir a Coopatrigo a família me apoiou e esteve ao meu lado, e agora a pressão foi muito grande para que eu não enfrentasse esta situação e fosse tocar meus negócios particulares e aproveitar a família, os filhos e os netos, e daí então decidi tomar esta decisão que está sendo muito difícil para mim”, também registrou Ivo Batista.

Encerrando suas justificativas para a sua decisão Ivo Batista agradeceu a todos que de uma forma ou outra contribuíram com ele e a Coopatrigo nestes 23 anos, agradeceu a Luiz Fernando Dorneles e Aguinaldo Barcelos que já tinham decidido concorrer com ele na chapa e desejou sucesso ao grupo que vai assumir a Coopatrigo a partir de março de 2021, Paulo Pires, Luiz Flávio Oliveira e Marcos Pilecco.

Anunciou inclusive uma novidade no “retorno” dos associados deste ano que é a disponibilidade de 50% do que cada associado tem direito a receber em dinheiro e a outra metade em gastos na cooperativa. O “retorno” deve ser anunciado até o dia 31 de dezembro, quando os números contábeis estarão fechados, mas o presidente Ivo Batista já adiantou que até 30 de novembro a Coopatrigo já tinha R$32 milhões contabilizados como resultado positivo.

Finalizando ele agradeceu a todos que acompanharam a entrevista e os órgão de imprensa que estiveram transmitindo e registrando esta manifestação e que pretende fazer uma transição tranquila para a próxima direção da Coopatrigo.
Foto: Divulgação
Fonte: Coopatrigo

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top